Doutorado em Biotecnologia

Atenção! O edital referente ao processo seletivo e arquivos pertinentes ao curso estão disponíveis no site do curso.
Os resultados dos processos seletivos serão divulgados no site do curso.

Trabalhos

Trabalhos Disponíveis

TRABALHO Ações
USO DO RESÍDUO DA CASCA DE BATATA ASTERIX PARA DIVERSIFICAÇÃO ALIMENTAR E NA ELABORAÇÃO DE UM NOVO PRODUTO
Curso Doutorado em Biotecnologia
Tipo Tese
Data 18/12/2023
Área BIOTECNOLOGIA
Orientador(es)
  • Elisvania Freitas dos Santos
Coorientador(es)
    Orientando(s)
    • Gabriela Egidio Arelhano
    Banca
    • Bruna Paola Murino Rafacho
    • Elisvania Freitas dos Santos
    • Flávio Thihara Rodrigues
    • Luane Aparecida do Amaral
    • Mariane Moreira Ramiro
    • Mirelly Marques Romeiro Santos
    • Raquel Pires Campos
    Resumo A batata (Solanum tuberosum), originária da América do Sul, é um tubérculo muito expressivo e considerada um dos alimentos mais consumido no mundo.
    O presente trabalho teve como objetivo caracterizar os resíduos das cascas de batatas da variedade Asterix e estudar a viabilidade da utilização destes resíduos na obtenção de farinha, bem como sua aplicabilidade em produtos de panificação. Para responder ao objetivo desse trabalho, ele foi dividido em 03 capítulos: 1) Um artigo de revisão, 2) Uma patente e 3) Um artigo original. Nesse resumo será abordado os dados do artigo original. Foram utilizadas nessa pesquisa batatas da variedade Asterix, de cor rosada com melhor aspecto visual e tamanho médio. Foi elaborada uma farinha com os resíduos das cascas de batatas Asterix (FRCBA) e essa foi analisada quanto a sua qualidade microbiológica (Bacillus cereus, Escherichia coli, Pesquisa de Salmonella spp.), composição nutricional e composição físico-química: umidade e substâncias voláteis, proteínas, resíduo mineral fixo (cinzas), fibra alimentar, teor de lipídeos, usando extração direta em solvente orgânico, carboidratos, açúcar total em glicose, perfil de ácidos graxos, gorduras trans, valor energético, alergênico glúten e amido, contaminantes em alimentos, perfil mineral e cor. Já para as formulações de pães com a FRCBA foram analisados Bacillus cereus, Escherichia coli, Contagem Total de Bolores e Leveduras, Pesquisa de Salmonella spp. para os parâmetros microbiológicos, composição nutricional e composição físico-química: umidade e substâncias voláteis, proteínas, resíduo mineral fixo (cinzas), fibra alimentar, teor de lipídeos, carboidratos, açúcar total em glicose, ácidos graxos, gorduras trans, valor energético, alergênico glúten e amido, contaminantes em alimentos, perfil mineral e cor, além do perfil sensorial, shelf-life, textura e dureza. Os resultados microbiológicos da FRCBA, mostraram qualidade satisfatória e de acordo com a legislação vigente, o amido constituiu a fração majoritária, sendo 47,79%, seguido de 15,46% de fibra alimentar. A farinha apresentou uma ligeira coloração vermelha e fonte de ferro e potássio. Nas formulações dos pães, observou-se que o chumbo e arsênio estão dentro dos limites permitidos. Nas análises microbiológicas se encontram dentro dos padrões estabelecidos pelas legislações vigentes. A formulação de pão com 2,78% de FRCBA foi bem aceita na análise sensorial. Já os parâmetros de composição centesimal e físico-químicos dos pães foram diferentes (p<0,05) entre a formulações de pães (F1 e F2) em açúcar total em glicose, proteínas, cinzas, fibra alimentar insolúvel. Conclui-se que a farinha obtida a partir dos resíduos do processo de descascamento de batatas da variedade Asterix é viável no desenvolvimento de novos produtos de panificação, especialmente em pães, fornecendo nutrientes essenciais, o que proporciona produtos mais nutritivos, além de ser uma ótima alternativa sustentável para as indústrias de processamento de batatas, diminuindo assim os desperdícios e os impactos ambientais e agregando valor.
    Resíduo da casca de batata asterix para diversidade alimentar e em novos produtos da panificação​
    Curso Doutorado em Biotecnologia
    Tipo Tese
    Data 18/12/2023
    Área BIOTECNOLOGIA
    Orientador(es)
      Coorientador(es)
      Orientando(s)
        Banca
        • Bruna Paola Murino Rafacho
        • Elisvania Freitas dos Santos
        • Flávio Thihara Rodrigues
        • Luane Aparecida do Amaral
        • Mariane Moreira Ramiro
        • Mirelly Marques Romeiro Santos
        • Raquel Pires Campos
        Resumo
        RESÍDUO DA CASCA DE BATATA ASTERIX PARA DIVERSIDADE ALIMENTAR E EM NOVOS PRODUTOS DA PANIFICAÇÃO
        Curso Doutorado em Biotecnologia
        Tipo Tese
        Data 06/11/2023
        Área BIOTECNOLOGIA
        Orientador(es)
          Coorientador(es)
          Orientando(s)
            Banca
            • Bruna Paola Murino Rafacho
            • Edgar Julian Paredes Gamero
            • Elisvania Freitas dos Santos
            • Luane Aparecida do Amaral
            • Mirelly Marques Romeiro Santos
            • Raquel Pires Campos
            Resumo
            Prospecção de Produtos Naturais de Fungos Endofíticos de Bromelia balansae Mez
            Curso Doutorado em Biotecnologia
            Tipo Artigo Científico
            Data 31/03/2023
            Área BIOTECNOLOGIA
            Orientador(es)
            • Denise Brentan da Silva
            Coorientador(es)
            • Gecele Matos Paggi
            Orientando(s)
            • FERNANDA MOTTA RIBEIRO DA SILVA
            Banca
            • Carlos Alexandre Carollo
            • Cecilia Veronica Nunez
            • Denise Brentan da Silva
            • Edson dos Anjos dos Santos
            • Fernanda Oliveira das Chagas
            • Kely de Picoli Souza
            • Maria Rita Marques
            Resumo Os fungos são produtores de metabólitos com elevada diversidade e
            complexidade estrutural e que são potencialmente bioativos. Os afloramentos
            rochosos (AR) que ocorrem na região da borda oeste do Pantanal Sul-matogrossense, Brasil, são locais inóspitos, por isso acredita-se que as espécies
            vegetais que existem neste local podem estar adaptadas e em simbiose com
            microrganismos que ajudam o seu sistema de defesa. O presente trabalho teve
            como objetivo a bioprospecção de metabólitos bioativos de fungos endofíticos
            de Bromelia balansae Mez, coletada em AR do Pantanal. Foram isolados 61
            fungos endofíticos, sendo que dez foram identificados molecularmente, entre os
            quais foram identificados os gêneros: Aspergillus, Penicillium, Diaporthe,
            Daldinia e Neodeightonia. Os isolados foram cultivados em meio batatadextrose-ágar (BDA) e em caldo batata dextrose, os extratos orgânicos obtidos
            deste cultivo foram avaliados em bioensaios in vitro de atividade antimicrobiana,
            antibiofilme, antileishmania e citotóxica. Destes, 25 endófitos apresentaram
            atividade antimicrobiana frente a Staphylococcus aureus com CIM (concentração
            inibitória mínima) ≤ 500 µg/mL, sendo que 12 destes apresentaram CIM ≤ 125
            µg/mL. Nenhum dos microrganismos isolados foi promissor frente a
            Pseudomonas aeruginosa. No ensaio com Leishmania infantum quatro cepas
            apresentaram índice de infecção menor que 15 % em relação ao controle. Na
            avaliação da citotoxicidade frente as linhagens leucêmicas, Kasumi e KG-1,
            cinco isolados inibiram mais que 90% do crescimento celular na concentração
            de 100 µg/mL. O isolado 5MP2F4, identificado como Penicillium sp., apresentou
            CIM de 32 µg/mL frente a S. aureus, e por isso, este foi selecionado para um
            estudo utilizando a estratégia OSMAC, triagem antibacteriana e antibiofilme, com
            aplicação da metabolômica, análises estatísticas e construção de rede molecular
            para determinação de possíveis metabólitos bioativos e compreensão do perfil
            químico do fungo. Neste experimento, os extratos obtidos apresentaram
            diferentes perfis químicos e potencial antimicrobiano. Diversos metabólitos foram
            anotados, dentre eles diferentes brasiliamidas, verruculogeno, fumitremorgina,
            ácido penicílico, viridicatum toxina A e espirohexalina. Foi realizado também um
            estudo de otimização da extração de micélios fúngicos do isolado 5MP2F4,
            utilizando extração acelerada por solvente (ASE), e a viridicatum toxina A (VRA)
            foi purificada a partir desta metodologia. VRA foi avaliada quanto a sua atividade
            anti-leishmania, antibiofilme e citotóxica frente as linhagens de células
            leucêmicas e seu mostrou promissora em todos os experimentos. Os isolados
            fúngicos de B. balansae ampliaram o conhecimento da biodiversidade de
            endófitos do Pantanal. Foram encontradas diversas substâncias pertencentes a
            diferentes classes químicas, algumas foram produzidas em teores elevados
            conforme a variação do meio de cultivo, e os bioensaios nos sugerem que estas
            possuem potencial como antibióticos e citotóxicos.
            Página 1 de 1 (4 de 4 registros).