Mestrado em Comunicação

Atenção! O edital referente ao processo seletivo e arquivos pertinentes ao curso estão disponíveis no site do curso.
Os resultados dos processos seletivos serão divulgados no site do curso.

Estrutura Curricular

  Nome da Disciplina Carga Horária Modalidade Ações
Comunicação em Ciência e Tecnologia 60 Optativa
Ementa da Disciplina
Comunicação e Mobilização dos Movimentos Sociais da Internet 60 Optativa
Ementa da Disciplina

A disciplina busca conceituar a cibercultura em seu segmento de noções, identificar e refletir sobre as diferentes práticas comunicativas realizadas por movimentos sociais contemporâneos no contexto das TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação). E, nesse sentido, problematizar experiências de midiativismo, ciberativismo e jornalismo cidadão nas redes sociais digitais para entender o fenômeno da mobilização e participação em rede.

Comunicação e Responsabilidade Social 60 Optativa
Ementa da Disciplina
Comunicação, Persuasão, Manipulação 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Princípios básicos da retórica clássica e contribuições recentes das áreas de pragmática e teoria da persuasão constituem o ponto de partida da disciplina para estimular novas investigações acerca de construção, reforço e negação de valores, estereótipos e outras formas de representações sociais em produtos e processos midiáticos. Por métodos multidisciplinares de análise de discurso são estudadas também condições de criação de conhecimento, informação, opinião e motivação frente a desafios próprios da mídia relacionados à condensação, simplificação, descontextualização, sedução e manipulação.

Cotidiano e Estética Jornalística 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Estética e jornalismo: a racionalidade imbricada na estética jornalística e sua relação com os padrões culturais e ideológicos presentes na vida cotidiana. O dimensionamento da narrativa jornalística como um dos elementos estético-expressivos mais consistentes na sustentação da experiência cotidiana moderna. A construção cultural dos critérios de noticiabilidade em interface com as modificações históricas nos padrões estéticos e narrativos do jornalismo.

Criatividade e Redundância na Comunicação Midiática 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Na perspectiva heurística, que permite compreendê-la como meio de solucionar problemas mediante aproximação de conceitos de âmbitos distintos, a criatividade é enfocada nesta disciplina como desafio central e permanente nas várias etapas de elaboração de produtos midiáticos, geralmente marcados por condicionantes relacionadas a repetição, padronização, redundância, massificação. Contribuições de outras áreas como retórica, lingüística, semiótica, pragmática e teoria literária permitem estudar os processos de criação na mídia explorando possíveis relações dialéticas entre o lugar-comum e novas representações sociais.

Defesa de Dissertação 90 Obrigatória
Ementa da Disciplina

- Produzir relatório de pesquisa para Exame final do relatório – dissertação de pesquisa; desenvolver atividades de pesquisa bibliográfica, documental, pessoal e de campo conforme indicação do professor orientador; produzir dissertação como relatório final do Projeto de Pesquisa aprovado

Docência no Ensino Superior 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Docência do ensino superior e as principais técnicas didático pedagógicas. Reflexões sobre o papel do ensino, as funções da docência de nível superior. Análise do conceito de didática, modelo e planejamento de ensino, estratégias de ensino e aprendizagem.

Documentário e semiótica 60 Optativa
Ementa da Disciplina

O documentário é compreendido como uma forma de enunciação audiovisual que realiza asserções a respeito da Realidade. A Realidade, na forma como é percebida e representada pelo ser humano, trata-se de um sistema complexo, composto por fenômenos que podem ser ou não ser cognoscíveis. Nossa capacidade de compreender essa Realidade é mediada por signos que compõe um complexo “mapa mental”. O documentário é um desses signos. As Teorias do Cinema propõem diferentes formas de se considerar o problema, sendo que dentre as diferentes teorias, a abordagem da Estética Realista, bem como da Teoria do Conhecimento e da Semiótica Americana, são aquelas que mais se aproximam e melhor fundamentam a atividade representacional do documentário.

Elaboração de Dissertação 0 Obrigatória
Ementa da Disciplina

Após a integralização curricular de disciplinas, o aluno deverá, com a anuência de seu orientador, matricular-se semestralmente nesta disciplina. O mesmo procedimento deverá ser adotado pelo aluno que estiver desenvolvendo atividades relacionadas ao curso em outra IES no país ou no exterior.
- Produzir relatório de pesquisa para Exame de Qualificação; desenvolver atividades de pesquisa bibliográfica, documental, pessoal e de campo conforme indicação do professor orientador; produzir dissertação como relatório final do Projeto de Pesquisa aprovado

Estágio de Docência I 30 Optativa
Ementa da Disciplina

Compreende atribuições relativas a encargos acadêmicos associados a atividades acadêmicas de Graduação, sob a supervisão de seu orientador, seguindo regulamentação específica das agências financiadoras e Regulamento do Curso.
- Acompanhamento de prática docente do professor orientador; elaborar Plano de Ensino de disciplina objeto do Estágio Docência; Produzir Plano de Aula; Elaborar processo de avaliação para as aulas ministradas na disciplina objeto do Estágio Docência.

Estudos de Comunicação Regional 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Em razão de seu distanciamento geográfico dos grandes centros do país e seus traços políticos e fatores históricos, Mato Grosso do Sul possui características econômicas, culturais, políticas e comunicacionais diferenciadas. A partir desse preceito, a disciplina tem como foco o estudo e análise dos meios de comunicação, notadamente a imprensa escrita inserida no estado. Investiga a influência dos veículos de comunicação no meio social em que atuam, as interferências e relações com os sistemas político e econômico regionais, suas representações sociais, linguagem discursiva, a estrutura empresarial e os modos de produção. Estuda também o jornalista que atua neste segmento e seu vínculo comunitário, bem como o público e suas representações sociais formuladas a partir das mensagens emitidas por estes veículos.

Geografia da Mídia Radiofônica e Regionalidade 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Mato Grosso do Sul é um estado com grande extensão de fronteira seca, o que permite um intercâmbio sócio, econômico, político e cultural significativo nas cidades fronteiriças. Esse contexto acaba por influenciar na composição dos sistemas e das estruturas da mídia radiofônica no âmbito regional. Além disso, na região fronteiriça, as emissoras de rádio apresentam uma estrutura diferenciada com relação à produção dos conteúdos e a disseminação de informações e de entretenimento. Um dos diferenciais é a transmissão em mais de um idioma, configurando um cenário de múltiplos significados com relação à estrutura de produção e de veiculação dos programas radiofônicos. Algumas emissoras trabalham também com o conceito de binacionalidade, caracterizada por uma “legalidade” fronteiriça que perpassa os conteúdos divulgados e agentes da comunicação regional como as fontes e os responsáveis pela produção das informações. Na proposta de Geografia da Mídia Radiofônica e Regionalidade está também a análise de como meios de comunicação extrapolam os limites geográficos de um país e as discussões sobre a territorialidade, os espaços da fronteira sul-mato-grossense e as relações midiáticas que acontecem nesta região.

Geografias da Comunicação 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Mato Grosso do Sul é um estado com grande extensão de fronteira seca, o que permite um intercâmbio sócio, econômico, político e cultural significativo nas cidades fronteiriças. Esse contexto acaba por influenciar na composição dos sistemas e das estruturas da mídia radiofônica no âmbito regional. Além disso, na região fronteiriça, as emissoras de rádio apresentam uma estrutura diferenciada com relação à produção dos conteúdos e a disseminação de informações e de entretenimento. Um dos diferenciais é a transmissão em mais de um idioma, configurando um cenário de múltiplos significados com relação à estrutura de produção e de veiculação dos programas radiofônicos. Algumas emissoras trabalham também com o conceito de binacionalidade, caracterizada por uma “legalidade” fronteiriça que perpassa os conteúdos divulgados e agentes da comunicação regional como as fontes e os responsáveis pela produção das informações. Na proposta de Geografia da Mídia Radiofônica e Regionalidade está também a análise de como meios de comunicação extrapolam os limites geográficos de um país e as discussões sobre a territorialidade, os espaços da fronteira sul-mato-grossense e as relações midiáticas que acontecem nesta região.

Geografias da Comunicação e Regionalidade 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Mato Grosso do Sul é um estado com grande extensão de fronteira seca, o que permite um intercâmbio sócio, econômico, político e cultural significativo nas cidades fronteiriças. Esse contexto acaba por influenciar na composição dos sistemas e das estruturas da mídia radiofônica no âmbito regional. Além disso, na região fronteiriça, as emissoras de rádio apresentam uma estrutura diferenciada com relação à produção dos conteúdos e a disseminação de informações e de entretenimento. Um dos diferenciais é a transmissão em mais de um idioma, configurando um cenário de múltiplos significados com relação à estrutura de produção e de veiculação dos programas radiofônicos. Algumas emissoras trabalham também com o conceito de binacionalidade, caracterizada por uma “legalidade” fronteiriça que perpassa os conteúdos divulgados e agentes da comunicação regional como as fontes e os responsáveis pela produção das informações. Na proposta de Geografia da Mídia Radiofônica e Regionalidade está também a análise de como meios de comunicação extrapolam os limites geográficos de um país e as discussões sobre a territorialidade, os espaços da fronteira sul-mato-grossense e as relações midiáticas que acontecem nesta região.

Linguagem audiovisual e documentário 60 Optativa
Ementa da Disciplina

A linguagem audiovisual, enquanto um sistema formado por elementos básicos, organizados em diferentes níveis de complexidade, exerce sua ação sinestésica no espectador, construindo sentido, sem que a consciência perceba claramente os mecanismos de produção de significado. Se historicamente já houve uma domesticação dos espectadores para o entendimento do discurso audiovisual, principalmente de natureza ficcional, no âmbito dos estudos de comunicação, faz-se necessária a compreensão dos processos fisiológicos, psicológicos e de linguagem propriamente dita, que proporcionam a construção do significado através da interação ente imagens e sons. O documentário (filme não-ficcional), como gênero audiovisual, utiliza essa linguagem para representar a realidade, todavia em função de suas características há grande controvérsia em torno do conceito de verdade. A análise da linguagem audiovisual em filmes documentários permite a avaliação da coerência entre o discurso audiovisual e a realidade representada.

Linguagens da Mídia Contemporânea 60 Optativa
Ementa da Disciplina

A mídia e sociedade estabelecem linguagens que evoluem, desenvolvem a cada período, a cada época, por isso é importante compreender essas linguagens que definem as representações sociais; essas linguagens, tanto na forma conceitual como técnica devem ser compreendidas em sua história, no estabelecimento das representações sociais e como meio privilegiado de comunicação midiática. Para isso é necessário investigar e compreender as teorias da comunicação e seus substratos no jornalismo, como meio privilegiado de enunciação das mensagens informativas.

Metodologia de Pesquisa em Comunicação 60 Obrigatória
Ementa da Disciplina

Natureza do conhecimento científico. Características da pesquisa científica. As etapas de uma pesquisa científica. O projeto de pesquisa: formulação de problema, objetivos, hipóteses etc. Ênfase na revisão bibliográfica. As fontes. Sistemas de organização de trabalhos acadêmicos. Métodos quantitativos e qualitativos. Pressupostos teóricos e técnicas de análise de conteúdo, discussão em grupo (DG), observação participante, pesquisa-ação, entrevistas e elaboração de questionários. Normas técnicas da ABNT para elaboração de trabalhos científicos.

Mídia e Representação Social 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Partindo da apresentação das abordagens teóricas sobre as representações sociais de Marx, Weber, Durkheim e Schutz, a disciplina visa introduzir e discutir a relação entre representação social e mídia, contando nesse quesito com os aportes teóricos de autores contemporâneos que refletem sobre essa relação. Com respeito às representações sociais midiáticas serão discutidos aspectos relativos à construção social de conhecimento, à identidade social, e as relações entre cultura, linguagem e interação social.

Mídia Fronteiriça 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Compreender os processos de comunicação permeados cada vez mais pela mídia em um ambiente de fronteira exige o aprofundamento de muitas questões. Implica na observação dos aspectos sociais a respeito das cidades fronteiriças com suas interações, identidades e características. A proposta da disciplina é debater conceitos e teorias sobre território, fronteira, globalização da informação e os processos de comunicação existentes em áreas de fronteira. Discutir, também, os fluxos comunicacionais, a mídia televisiva e as atividades telejornalísticas que ocorrem nestas áreas e proporcionar novas discussões e reflexões sobre telejornalismo fronteiriço. Analisar a importância da informação local e o direito dos fronteiriços de receberem notícias relacionadas com os dois lados da fronteira. Descrever a respeito da mídia fronteiriça existente na divisa do Brasil com outros países sul-americanos, observar a relevância da comunicação e das informações que circulam em áreas de divisas internacionais e analisar criticamente as principais características da comunicação e do telejornalismo fronteiriço.

Mídia Televisiva na Fronteira 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Compreender os processos de comunicação permeados cada vez mais pela mídia em um ambiente de fronteira exige o aprofundamento de muitas questões. Implica na observação dos aspectos sociais a respeito das cidades fronteiriças com suas interações, identidades e características. A proposta da disciplina é debater conceitos e teorias sobre território, fronteira, globalização da informação e os processos de comunicação existentes em áreas de fronteira. Discutir, também, os fluxos comunicacionais, a mídia televisiva e as atividades telejornalísticas que ocorrem nestas áreas e proporcionar novas discussões e reflexões sobre telejornalismo fronteiriço. Analisar a importância da informação local e o direito dos fronteiriços de receberem notícias relacionadas com os dois lados da fronteira. Descrever a respeito da mídia fronteiriça existente na divisa do Brasil com outros países sul-americanos, observar a relevância da comunicação e das informações que circulam em áreas de divisas internacionais e analisar criticamente as principais características da comunicação e do telejornalismo fronteiriço.

Mobilidade, Globalização e Cultura Regional 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Sociedades em movimento; globalização, multiculturalismo e mundialização da cultura; mobilidade, comunicação e cultura na sociedade contemporânea; cultura(s) e identidade regional; diversidade cultural e os desafios da cultura regional; hibridismo e etnicidade nos espaços fronteiriços; comunicação: local e global no contexto das manifestações populares sul-matogrossenses.

Narrativas audiovisuais em displays digitais 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Alteração do sistema analógico para digital da televisão. Alteração no modelo tradicional nos processos de construção da narrativa televisiva. Interatividade, multiprogramação, mobilidade e alta definição. Evolução do mercado de radiodifusão, suas tendências e perspectivas. Os displays digitais como nova mídia. A articulação e estratégia das redes sociais em consonância com a produção audiovisual televisiva. Conteúdos produzidos para TV e celular. Novos produtos, novas narrativas e processos comunicacionais.

Seminário I 30 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Seminários poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Seminário II 30 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Seminários poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Teorias da Comunicação 60 Obrigatória
Ementa da Disciplina

O objeto da Comunicação Social. Contribuições interdisciplinares para a constituição de uma Teoria da Comunicação. As diversas correntes teóricas. Teorias voltadas para a construção de significado e as representações sociais no processo comunicativo. Mídia, sistemas simbólicos e imaginário contemporâneo. Codificação, transmissão e decodificação de textos e imagens da mídia Produção, distribuição e consumo de bens culturais na realidade brasileira. A comunicação de massa e a cultura latino-americana. Transformações históricas, processo de comunicação e seu inter-relacionamento, com ênfase no período contemporâneo.

Teorias do Jornalismo 60 Optativa
Ementa da Disciplina

A disciplina estuda os fundamentos epistemológicos do jornalismo considerando a natureza social da informação e os fatores políticos, econômicos e culturais como estruturantes da prática e do discurso jornalístico. Analisa a origem e evolução das teorias do jornalismo, do pioneirismo de Peceur ao Newsmaking. Busca identificar como as estruturas operacionais, organizacionais, tecnológicas e a mediação pessoal intervêm no processo de produção da notícia. Visa ainda compreender a atuação do jornalismo na construção social da realidade.

Tópicos Especiais 60 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Tópicos Especiais poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Tópicos Especiais 15 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Tópicos Especiais poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Tópicos Especiais 105 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Tópicos Especiais poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Tópicos Especiais 45 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Tópicos Especiais poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.

Tópicos Especiais 30 Optativa
Ementa da Disciplina

Os Tópicos Especiais poderão ser ofertados na forma de disciplinas esporádicas, sem alterar a estrutura curricular do curso, ou utilizados para integralizar o currículo do aluno por convalidação de créditos conforme Norma vigente da Pós-Graduação stricto sensu da UFMS.